Google+ Badge

terça-feira, 9 de julho de 2013

Objeções e contradições - Cap. IX - O Grande Enigma - Léon Denis

"...A alma, o pensamento, o bem a beleza moral são igualmente invisíveis. E, todavia, não devemos amá-los?
e amá-los, não é ainda amar a Deus, que deles é a fonte, já que ele é, ao mesmo tempo, o pensamento supremo, a beleza perfeita, o bem absoluto!
Nós não compreendemos, em sua essência, nenhum desses princípios. Entretanto, sabemos que eles existem, e que não podemos escapar de sua influência, e nos dispensar de lhes prestar um culto. Se amarmos apenas o que conhecemos e compreendemos com plenitude, o que amaríamos, limitados como somos atualmente, às fronteiras estreitas de nossa compreensão terrestre!
Àqueles  que reclamam absolutamente uma definição, poderíamos dizer que Deus é o espírito puro a ideia o pensamento puro. Mas a ideia pura, na sua essência, não pode ser formulada sem por isso ser logo diminuída, alterada. Toda fórmula é uma prisão. Encerrado no cárcere da palavra, o pensamento perde sua irradiação, seu brilho, quando não perde seu sentido verdadeiro e extenso.Empobrecido,deformado,ele se torna,assim,sujeito à crítica e vê dissipar-se o que havia de mais convincente em si mesmo.
na vida do Espaço, o pensamento é uma imagem brilhante. Comparado ao nosso pensamento expresso, através de palavras humanas, ele é o que seria uma jovem cheia de vida e beleza, comparada à mesma jovem deitada num caixão, sob as formas rígidas e geladas da morte..."

pelo Espírito João Cleofas - Do livro: Intercâmbio Mediúnico, Médium: Divaldo Franco.pelo Espírito João Cleofas - Do livro: Intercâmbio Mediúnico, Médium: Divaldo Franco.

3 comentários:

  1. Estes termos, muitas vezes difíceis de serem explicados pela pobreza de nossa linguagem, são mais facilmente compreendidos pelo ato de sentir do que o de falar.

    Não devemos, realmente, nos prender a amar o que nos é palpável, pois que há muito mais além do nosso horizonte material, haja visto que a vida é mais do que carne e osso.

    Parabéns amiga Lucelena, que Deus a ilumine todos os dias com inspirações para nos trazer textos elucidativos e fazer deste espaço um aconchegante cantinho de aprendizado e de amor.

    Abraços fraternos,

    Igor Carvalho

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o Igor, realmente difícil ainda mais quando se trata de Deus.
    Este texto é lindo e nos permite um início de reflexão sobre ele, embora creio que tudo que pudermos compreender sobre Deus ainda deve ser insuficiente para de fato entender a Sua grandiosidade.
    Então nesta hora são os sentimentos que nos falam, aquilo que trazemos no íntimo e que tb é de difícil contextualização.

    bjs!!

    ResponderExcluir
  3. A ideia de Léon Denis é justamente essa. Propor uma reflexão, sobre Deus. Ele sabia que não temos ainda a capacidade de Entendê-lo, porém podemos Senti-lo.
    Obrigada amigos, pelos comentários

    ResponderExcluir